domingo, 9 de maio de 2021

Cinco Discos Para Conhecer: As Homenagens De Bono Para A Mãe



Amanhã, Paul "Bono" Hewson completa 61 anos. Vocalista do U2, o irlandês também é o responsável pela maioria das letras que os caras gravaram, as quais vão desde temas religiosos e cunhos sociais, até relacionamentos familiares. Bono escreveu muitas músicas em homenagem a sua mãe, Iris, a qual faleceu em 10 de setembro de 1974, quando ele tinha apenas 14 anos, vítima de um aneurisma cerebral que ocorreu durante o velório do avô de Bono, Alec Rankin.

A tragédia familiar ocorreu após a festa de cinquenta anos de casamento dos avós de Bono, e mudou totalmente sua vida, abandonando os estudos e dedicando-se apenas a duas grandes paixões: música e garotas. Foi o pontapé inicial para ele começar sua carreira como artista, infelizmente, de forma tão dura, e por isso, ele faz questão de vez por outra homenagear sua mãe em canções. Então, como uma homenagem ao aniversariante Bono, e também à todas mães nesse dia das mães, apresento aqui cinco canções que Bono fez para Iris.

"I Will Follow" - Boy [1980]

Primeira canção do primeiro álbum da banda, e primeiro vídeo clipe promocional dos meninos, "I Will Follow" é uma canção que narra sobre o amor incondicional das mães pelos filhos, que seguirá cuidando dos mesmos onde quer que eles estejam. Uma letra simples, mas que sobre uma base de um riff de apenas três notas, criado pelo próprio Bono em um momento, segundo ele, de raiva, a faixa é empolgante e energética. O refrão grudento é perfeito para levantar plateias, e certamente, é um dos grandes clássicos da banda, tanto que é a única a aparecer em todas as turnês do U2. Foi o segundo single de Boy, tendo no lado B "Boy-Girl" (nas versões britânicas, australiana e neo-zelandesas, imagem do texto), "Out of Control" (versões americana e canadense) e "Gloria" (versão holandesa)

"Tomorrow" - October [1981]

Essa triste canção lançada no segundo disco da banda, October, apresenta a dor de Bono quando do funeral de sua mãe. A letra reflete sobre o fato de não termos mais nosso ente querido no dia seguinte, e ainda, para um adolescente como Bono, a saudade até de momentos onde a repreensão da mãe surgia. A música surge com o triste som das Uilleann Pipes (gaitas de foile irlandesas) de Vincent Kilduff, deixando apenas acordes de sintetizadores para Bono soltar sua comovente voz. A cada "Won't you come back tomorrow" (Você não voltará amanhã) cantado por Bono, sentimos uma pontada de dor no coração. Quando ele canta "I want you, I really want you", é impossível não segurar as lágrimas, enquanto a gaita de foile perambula pela voz de Bono, até a entrada magnífica da banda. Um grande momento de inspiração e despedida de Bono, e uma das grandes músicas do U2 nesse período inicial.

“Lemon” - Zooropa [1993]

Particularmente uma das melhores canções do U2, "Lemon" foi inspirada em um vídeo em Super-8 que Bono viu de sua mãe. Para ele, era muito estranho encontrar um vídeo de sua mãe em uma idade mais nova do que ele, e como a tecnologia dos vídeos podem preservar as memórias das pessoas. No vídeo, Iris está como dama de honra, em vestido verde-limão, que acabou batizando a canção. "Lemon" flerta com a disco music, e Bono usa e abusa de falsetes para cantá-la. O ritmo sensual da canção em nada sugere as doloridas lembranças que "irão fazer chorar", mas sim te colocar para dançar pela casa sem nenhuma vergonha. Baita música, uma das melhores da banda em minha opinião, presente em Zooropa e lançada como single em diversos formatos.

Bono e Íris

“Mofo” - Pop [1997]

Uma canção que nasceu sobre uma linha de blues, "Mofo" é o emprego do melhor do techno junto ao rock dos irlandeses, e traz claramente as dores que Bono sentiu pela perda da mãe quando jovem. Frases como "Conforte-me mãe", "Eu ainda sou seu filho", "Você partiu e me fez alguém" deixam explícito o quanto o vocalista tem dificuldades em entender e aceitar a morte de Iris. A letra é muito franca, mostrando um homem adulto que sente a falta do zelo materno. O ritmo dançante, os vocais sussurrados, as viajantes linhas de sintetizadores de The Edge e uma produção mais que perfeita de Flood fazem destas umas melhores canções de Pop, tanto que ela se tornou responsável por abrir os shows daquela turnê. "Mofo" também saiu em single, recebendo diversos remixes e se tornando figurinha carimbada em muitas festas de música eletrônica pelo mundo, apesar da dolorida letra. 


“Iris (Hold Me Close)” - Songs of Innocence [2014]

Esta bela canção narra novamente sobre a dor que Bono sente pela ausência da mãe, e como essa perda acabou moldando sua trajetória como home. Iris é a "estrela que se foi há muito tempo" e que ele "irá encontrar novamente". É uma linda dedicação de amor e saudades de sua mãe, levada por um clima que lembra muito canções da fase The Joshua Tree ou Unforgettable Fire, através do baixo marcante de Adam Clayton e das linhas exuberantes da guitarra de The Edge. Saiu apenas em Songs of Innocence, sendo que foi apresentada durante a turnê de promoção do mesmo, inclusive com a mãe de Bono aparecendo nos telões em um vídeo caseiro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...